PIS E COFINS AUMENTO

PIS e COFINS Aumento

Alíquotas sobem e a inflação também. No Brasil, muito tem se falado as respeito dos aumentos que os produtos vêm sofrendo, isso também ocorre e afeta duas das siglas bastante conhecidas no Brasil, que são relacionadas a impostos. O PIS e COFINS Aumento sobre a importação, também influência muito nos custos para o consumidor final. Muitas pessoas conhece ou já ouviram falar das siglas, com certeza, mas será que todos conhecem o significado e importância das mesmas?

PIS e COFINS Aumento – O Significado

O PIS é a sigla para Programa de Integração Social e é aquele tributo relacionado às pessoas jurídicas e às organizações sem fins lucrativos. Já COFINS é a sigla para Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social. Ele é um tributo federal que visa gerar fundos para a Seguridade Social, incluindo a Saúde Pública e Previdência e Assistência Social.


Aumento PIS e COFINS

Tanto o PIS quanto o COFINS estão bastante ligados à vida do cidadão e, nesse ano de 2015, foi aprovada pela Câmara a medida provisória que autoriza o aumento desses tributos para importação. A partir de agora, de acordo com a medida provisória, a alíquota do PIS e do COFINS sobre importações é de 7,6% e 9,65%, respectivamente.

PIS e COFINS Aumento sobre Importação

O aumento das alíquotas vai acontecer, por exemplo, quando algum bem estrangeiro for importado, entrando no Brasil; quando produtos da área farmacêutica forem importados e estiverem classificados na posição 30.01 e 30.03 e também quando máquinas forem importadas e outros produtos. O aumento dessas alíquotas tem grande consequência na economia.

Pis e Cofins Importação

A estimativa é de que o aumento desses tributos faça com que a arrecadação de 2015 aumente R$ 2,7 bilhões, o que não é pouco dinheiro. Entretanto, o governo só verá esse aumento a partir de agosto, por conta da chamada noventena, que é um espaço de três meses para o aumento de tributos. Em todo caso, esse valor ajudará a encher os cofres públicos.

A opinião dos especialistas quando esse aumento foi aprovado, em janeiro, era de que essa elevação de valor não iria alcançar as prateleiras, ou seja, não interferiria nos preços e, consequentemente, no consumo. Entretanto, vê-se que essa aposta não se confirmou, uma vez que basta uma ida ao mercado para confirmar que os preços sobem a cada dia.

Deixe um comentário!

comentários